ENERGIA SOLAR vs ENERGIA HIDRELÉTRICA



Energia Hidrelétrica

As Usinas Hidrelétricas utilizam a força do movimento das águas para gerar energia, utilizando o potencial hidráulico de rios de níveis naturais, artificiais ou quedas d’água.

Para aproveitar o potencial hidrelétrico de um determinado rio, geralmente o curso normal da água é interrompido através da construção de barragens que provocam a formação de um lago artificial denominado reservatório.


Por muitos anos a energia hidrelétrica foi considerada uma fonte limpa de geração de energia, no entanto, ela traz consigo uma série de consequências socioambientais em decorrência de alagamento de grandes áreas. Além de que, a construção de uma barragem é mais cara que a implantação de outras soluções e demanda muito tempo para ser concluída. Por muitas vezes, ainda é necessário que o curso natural do rio seja alterado em função das áreas a serem alagadas, causando interferência no ciclo natural, na reprodução e dispersão dos peixes e outros animais aquáticos.


Hoje em dia, o impacto das construções de usinas tem sido mais fiscalizado por Organizações Não Governamentais, Associações de Populações Desalojadas e pela sociedade como um todo. Como consequência, muitos projetos de usinas estão atrasados por falta de licenciamento ambiental e com o iminente racionamento de energia no Brasil, o governo terá que modificar algumas regras em relação aos empreendimentos hidrelétricos para que não haja prejuízo a sociedade.

A Energia Solar

Energia Solar é o título dado a qualquer tipo de captação de energia luminosa proveniente do sol, e posteriormente essa captação de energia luminosa é transformada em alguma forma utilizável pelo homem, seja diretamente para aquecimento de água ou ainda como energia elétrica ou mecânica.


Os sistemas fotovoltaicos são capazes de gerar energia elétrica através das chamadas células fotovoltaicas. As células fotovoltaicas são feitas de materiais capazes de transformar a radiação solar diretamente em energia elétrica através do chamado “efeito fotovoltaico”. Hoje, o material mais difundido para este uso é o silício.


A energia solar fotovoltaica é uma opção na busca por novas fontes de energia limpa e sustentável, pois se trata de uma energia renovável, não poluente e que não precisa de alterações no meio ambiente e nem de desapropriações de moradores nas áreas de instalação.


Além dos painéis fotovoltaicos, também se utilizam filmes flexíveis, com as mesmas características, ou até mesmo a incorporação das células em outros materiais, como o vidro. As diferentes formas com que são montadas as células se prestam à adequação do uso, por um lado, maximizando a eficiência e, por outro, se adequando às possibilidades ou necessidades arquitetônicas.

Por fim

Podemos concluir que, apesar de a energia hidrelétrica ser uma fonte de energia limpa, ela não é mais viável devido ao seu alto custo de produção e aos prejuízos socioambientais que ela acarreta.


Já a energia solar em uma visão geral e ampla é a fonte absoluta de vida de nosso planeta. Avaliando seu aproveitamento no armazenamento cotidiano para uso doméstico, comercial, industrial, ela pode chegar a substituir qualquer outro sistema de energia convencional, com a diferença de não agredir o meio ambiente por ser totalmente natural.


66 visualizações