Casa iluminada, economizando energia. É possível?

Atualizado: 25 de abr.


Não precisa ter uma casa para saber que a conta de energia é uma das contas mais altas no orçamento doméstico, certo? O que poucas pessoas sabem, é que existem formas de gastar menos energia optando por alguns equipamentos específicos ou até tomando algumas atitudes no dia a dia, e ainda manter aquele projeto incrível de iluminação que você sempre sonhou. Separamos algumas dicas pra você:


1 - Valorize a iluminação natural

  • Evite o bloqueio da luz natural feito por mobiliários mais robustos como estantes e roupeiros.

  • Aposte no uso de espelhos nas paredes, e até mesmo em móveis espelhados, é uma estratégia inteligente, pois eles, além de gerarem uma sensação de amplitude, ajudam a iluminar os cômodos, refletindo luz.

  • Utilize cores claras: Quanto mais clara for a cor utilizada nas paredes, menos iluminação elétrica será usada nesses ambientes.

2 - Troque suas lâmpadas


O tipo de iluminação é responsável por cerca de 20% do consumo total de energia de uma casa. Por isso, é importante optar pelos modelos que demandem menor consumo. Atualmente as lâmpadas de LED tem melhor custo x benefício, já que são 80% mais econômicas do que as incandescente e 30% mais econômicas do que as fluorescentes.


3 - Invista em Sensores de Presença


Os sensores de presença são muito importantes quando o intuito é economizar energia, porque evitam o desperdício de luzes acesas quando não tem ninguém em um determinado ponto da casa.


4 – Não desperdice energia

Apague as luzes sempre que não estiver usando o ambiente. Isso também é válido para equipamentos como TV e computador, desligue-os completamente se for dormir ou se não for mais utilizar.

5 - Utilize a dimerização

A dimerização é o processo pelo qual a intensidade da luz e o seu brilho são controlados. Supondo que a lâmpada esteja dimerizada para reduzir a intensidade de seu brilho em 50%, isso trará uma economia de energia em até 40%, durante o período em que a intensidade estiver menor.

6 - Aposte em iluminação portátil


A dica é utilizar lâmpadas portáteis, como luminárias e abajures para evitar ligar as luzes da casa toda. Foque nos ambientes com maior circulação e invista em iluminação pontual para eles, como o corredor, escadas e até prateleiras. Além do efeito decorativo, há uma economia considerável de energia, já que não vai ser preciso ligar a luz da sala para acessar o corredor, por exemplo.


Dica extra: Qual o horário que gasta menos energia?


Você sabia que no Brasil existem alguns períodos em que a energia fica mais barata? Vamos te dar essa dica!

  • ponta: das 20h às 23h com alto valor cobrado;

  • intermediário: das 19h às 20h e das 23h às 00h com valor intermediário;

  • fora de ponta: das 00:00 às 19:00 com valores mais baixos de cobrança.

Ou seja, à noite, quando a maioria da população está em casa usando energia, os valores tendem a ser mais altos. Portanto, um banho, por exemplo, será mais caro às 20h30 do que às 16h. Dessa forma, você pode adaptar seu consumo de energia aos horários mais baratos, para conseguir uma maior economia.


Gostou das dicas? Compartilhe nas redes sociais!

53 visualizações