• Eletrotrafo

A Energia Solar no Processo de Recuperação da Economia Mundial

Atualizado: Jul 3


Diante do atual cenário, a retomada da normalidade é um anseio de todos que se encontram preocupados com um panorama pós COVID-19. Neste momento, a energia solar pode ser uma grande aliada, auxiliando na recuperação da economia, gerando novas oportunidades de emprego, e promovendo o desenvolvimento de um mundo mais sustentável e preparado para atender a demanda energética presente e futura.


“A energia solar fotovoltaica é uma locomotiva para a economia. O setor é um grande gerador de empregos: 25 a 30 por MW instalados. (…)” (Rodrigo Sauaia – Presidente Executivo da ABSOLAR).


Segundo a Agência Internacional da Energia Renovável (International Renewable Energy Agency – IRENA), o setor solar atualmente corresponde a mais de um terço dos mais de 11 milhões de empregos renováveis do mundo. Além disso, este segmento demanda por profissionais qualificados, que possuam alguma formação técnica ou superior, por isso pode proporcionar uma média salarial à cima do praticado no Brasil.


Com isso, o setor solar ganha grande poder no processo de recuperação da economia, fortalecendo o poder de compra do cidadão brasileiro, além da tão conhecida economia que ele proporciona referente ao pagamento das contas de energia.


A ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) vem desenvolvendo um trabalho incessante, em combate às dificuldades que o setor vem e pode vir a enfrentar durante e após esta fase crítica em que se encontra o país. Dessa forma, apresentou ao Governo Federal e ao Congresso Nacional a proposta de criação de um programa emergencial para instalar sistemas solares fotovoltaicos em consumidores de baixa renda com tarifa social. Além disso, propôs à ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) a permissão de doação dos créditos excedentes da geração distribuída às instituições de serviços essenciais que atuam no combate ao novo Coronavírus, como hospitais e centros de saúde.


Embora os impactos da pandemia tenham afetado o setor fotovoltaico, reduzindo entre 60% e até 90% o faturamento durante os primeiros 30 dias de isolamento, com comparação com os 2 primeiros meses do ano de 2020, podemos contar com experiências anteriores, como as crises econômicas de 2015 e 2016, onde o PIB atingiu -3,5% e o setor solar se destacou dentre os outros, com crescimento de 300% ao ano, no mesmo período. Atualmente, embora em menor escala, as prospecções indicam que o setor ainda apresentará crescimento, tanto no mercado nacional quanto internacional.


Segundo informações da ABSOLAR, considerando o histórico de um período ainda maior, a energia solar já proporcionou mais de R$26,8 bilhões em novos investimentos privados ao País, tendo gerado cerca de 130 mil novos empregos desde 2012. 5 gigawatts (GW) é a potência operacional atual no Brasil, somadas as usinas de grande porte e os pequenos e médios sistemas instalados.


Todos estes dados confirmam, a energia solar tem grande potencial em protagonizar a reestruturação da economia, gerando empregos, majorando o poder de compras dos brasileiros e proporcionando grande economia com custos operacionais das empresas. O fator sustentabilidade torna-se apenas um “bônus”.



Talvez você possa gostar de...


0 visualização

INSTITUCIONAL

FALE CONOSCO

(43) 3520-5000

2ª A 6ª das 8h às 18h

faleconosco@eletrotrafo.com.br

ACOMPANHE-NOS

Eletrotrafo Produtos Elétricos Ltda, pessoa jurídica brasileira de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 80.224.785/0001-15.

As imagens dos produtos são meramente ilustrativas.